Posted by webmaster Notícias

Computador de Bordo: processamento e diagnóstico do carro

A cada ano a tecnologia embarcada em veículos se torna mais utilizada e sofisticada.

As demandas por melhoria são muitas, desde desempenho, economia, conforto e segurança veicular.

Entre os fatores determinantes para o avanço da tecnologia estão, sem dúvidas, as políticas e legislações para o controle das emissões de poluentes e as preocupações quanto à segurança veicular.

Para atender às exigências dos órgãos e instituições reguladoras, os processos internos do motor têm ficado cada vez mais complexos, todos controlados pela unidade central eletrônica, assim como os recursos de segurança do veículo, como as tecnologias de frenagem e anti-colisão.

Uma ampla substituição de processos mecânicos por eletrônicos e inclusão de novos recursos elevou a utilização da multiplexação, de unidades eletrônicas de comando e de diversos atuadores em várias partes do automóvel, como veremos ao longo deste post.

Atualmente, o processamento de dados é tão amplo que a central eletrônica, auxiliada por unidades específicas, monitora desde temperatura do motor e composição dos gases da exaustão até quantos graus a direção deve ser manobrada para que o carro caiba em determinado espaço (estacionamento automático).

Entre as primeiras tecnologias veiculares de processamento e diagnóstico desenhadas para o motorista e que o auxiliam durante a condução do veículo, está o computador de bordo.

Computador de bordo

Apesar de comum nos dias de hoje, o computador de bordo é um importante aliado para economia e manutenção do veículo.

É ele que recebe dados e informações de diversos sistemas e partes do carro e os reúne em um painel de exibição para a consulta do motorista. Temperatura do motor, velocidade média, consumo instantâneo e médio e outros dados importantes durante a direção são, portanto, por ele exibidos.

Outra função do computador de bordo é monitorar esses dados recebidos para sinalizar problemas de funcionamento dos diversos sistemas do carro, contribuindo, assim, para a manutenção do veículo.

Vejamos as principais informações que ele monitora.

Dados de consumo

Talvez essa seja a função mais utilizada do computador de bordo.

De maneira geral os computadores de bordo oferecem dados tanto do consumo instantâneo quanto do médio, se transformado em um consultor durante a direção permitindo que o motorista se adapte às características do motor para o melhor aproveitamento do combustível.

Prestando atenção no mostrador de consumo instantâneo é possível acompanhar as variações que as condições de piso, inclinação da pista e pressão no pedal acelerador imprimem no consumo do carro.

Já o consumo médio estabelece um padrão de normalidade para o condutor, em cálculo mais adequado e preciso para orientá-lo quanto aos gastos com o deslocamento.  Esse padrão de normalidade proporciona uma análise mais detalhada, por exemplo, do impacto que a troca de combustível em um tanque flex ou a circulação com ar-condicionado ligado realiza no consumo habitual do carro. Ele também pode demonstrar se um eventual abastecimento em posto desconhecido está dentro da normalidade de eficiência ou não ou, ainda, se a injeção eletrônica dá sinais de algum problema com um consumo muito fora do padrão usual.

Mas medir consumo não é algo fácil. Muitas vezes não nos damos conta de que o computador deve processar a contagem de pulsos dos bicos injetores, a posição do acelerador, a rotação do motor e a pressão no coletor de admissão para calcular quanto combustível está sendo consumido em uma determinada distância e, então, exibir os resultados no painel do carro.

Esses cálculos são precisos e evitam que o condutor tenha de fazê-los manualmente.

Distância e autonomia

Outra facilidade dos computadores de bordo se relacionam com a distância percorrida.

Além do hodômetro parcial, que auxilia o cálculo das distâncias percorridas nos trajetos diários, outra função muito importante do computador de bordo é o cálculo da autonomia. Saber qual a distância você ainda pode rodar com o combustível que resta no tanque é, sem dúvidas, fundamental e pode salvar os condutores de verdadeiras enrascadas.

Controle de velocidade

O computador de bordo ainda calcula a velocidade média e pode fornecer um alerta sonoro caso o condutor ultrapasse os limites de velocidade previamente estabelecidos no sistema.

As funções são especialmente úteis no deslocamento por trânsito urbano. Enquanto o limite de velocidade espanta as multas, a velocidade média demonstra a dificuldade da circulação em área urbana, auxiliando a evitar o desperdício de combustível com acelerações exageradas.

Fonte: Blog Car Líder

Tags: , ,

About Author

Write a Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.

Envie uma mensagem!
Precisando de ajuda?
Olá!
Em que posso ajudá-lo?