Posted by webmaster Notícias

Dyson mostra como seria seu carro elétrico, cancelado no ano passado

Dyson mostra como seria seu carro elétrico, cancelado no ano passado

A Dyson, gigante de produtos eletro-eletrônicos, tinha um projeto de carro elétrico em curso nos últimos anos, mas repentinamente, o bilionário Sir James Dyson, decidiu encerrar o programa.

Depois de gastar £ 500 milhões ou R$ 3,5 bilhões, tirados do próprio bolso, Dyson jogou a toalha em seu projeto, que asté então só havia sido visto em desenhos de patente.

Sem conseguir tornar o projeto viável comercialmente, Dyson acabou não tendo para onde ir com o N526, codinome do carro. O modelo seria um crossover de grande porte e para sete pessoas.

O N526 media nada menos que 5 m de comprimento por 2 m de largura e 1,7 m de altura. O veículo elétrico pesava 2.600 quilos e tinha motores elétricos duplos totalizando 536 cavalos e 66,2 kgfm.

Com isso, o N526 da Dyson alcançaria 201 km/h de forma limitada e iria de 0 a 100 km/h em 4,8 segundos. O trunfo de Dyson era a autonomia prometia: 965 km. Isso é muito superior ao melhor que a Tesla pode fazer.

Tendo 500 engenheiros, designers, técnicos, mecânicos e outros empregados no projeto, Dyson parecia ir no caminho certo com um produto altamente veloz e conectado.

Com tamanha autonomia e performance condizente com a proposta, o Dyson N526 parecia ter um futuro, embora em desempenho não surpreendesse ninguém, já que o Jaguar I-Pace faz o mesmo.

Dyson mostra como seria seu carro elétrico, cancelado no ano passado

Contudo, nenhum carro elétrico atualmente passa dos 700 km de autonomia no ciclo WLTP, o que tornaria o carro da Dyson uma referência de mercado.

O problema, no caso do produto, seria o preço final, equação que o bilionário dos eletrodomésticos não conseguiu resolver. O projeto seria executado no Reino Unido e sem sócios, o que tornou o N526 bem caro, embora não se saiba quanto ele de fato custaria.

Dyson declarou: “A equipe da Dyson Automotive desenvolveu um carro fantástico; eles foram engenhosos em sua abordagem e permaneceram fiéis às nossas filosofias”.

Ainda assim, comenta-se que os custos de produção, logística, marketing e até o posicionamento de mercado, teriam atrapalhado o N526, que prometia também. Dyson ainda poderia te-lo oferecido a algum fabricante chinês, mas parece que não…

[Fonte: Top Speed]

Tags: ,

About Author

Write a Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Envie uma mensagem!
Precisando de ajuda?
Olá!
Em que posso ajudá-lo?