Posted by webmaster Notícias

Evitando danos na lataria do carro durante o inverno

Evitando danos na lataria do carro durante o inverno

Os meses entre maio e setembro são os que registram as temperaturas mais baixas no Brasil. Como sabemos, num país tropical como o Brasil, isso não significa invernos rigorosos como são em países como a Rússia. Mesmo assim, quem mora em estados mais ao sul, como Santa Catarina e Rio Grande do Sul, pode sofrer com temperaturas baixas. Em dias em que a temperatura se aproxima de zero grau, fenômenos como as geadas são comuns, danificando a lataria do carro.

E tanta atenção quanto aquela dada para os “campos cobertos de gelo” que a gente vê direto na TV deve ser dada aos carros – principalmente àqueles que forem deixados ao ar livre. Acompanhe!

Frio na lata

A lataria do carro sofre mais do que a maioria das peças internas de um motor a combustão – pistões, pastilhas de freio e sistemas elétricos passam sem problemas em qualquer país acostumado às fortes nevascas. No Brasil, onde isso é apenas leve, essas peças se mantém quase intactas. Mas o exterior do carro acusa o golpe como nenhuma outra parte.

Vamos tomar um exemplo hipotético: Cláudio é dono de um Chevrolet Monza 1992, morador de Curitiba (PR). A capital paranaense é uma das mais frias do país, e em 2013 houve registro de neve na cidade. Se Cláudio deixar seu Monza na rua durante essa queda de neve, ou durante a geada, o carro vai sentir como um pesado golpe.

Isso porque o gelo vai ter uma ação severa sobre a lataria do carro: em excesso ela vai tirar todo o brilho da carroceria, como se estivesse “queimando” a peça. Se um carro é deixado constantemente nessas condições, é possível que a lataria sofra uniformemente com isso, o que vai diminuir consideravelmente o valor do veículo.

Dicas úteis na hora do frio

Quem guarda o carro em garagens fechadas corre muito menos risco de ver o capô do seu carro ficando sem verniz. Mas algumas dicas simples são fundamentais e permitem que carros parados em locais abertos possam suportar as baixas temperaturas. Esperamos que Cláudio também as siga. Veja só:

– Nunca, em nenhuma hipótese alguma, jogue água quente sobre o para-brisa do carro. Nem mesmo nos vidros laterais que tiverem algum sinal de terem sofrido geada. Isso pode, além de derreter o gelo, trincar ou mesmo rachar o vidro, o que dá prejuízo e multa.

– Sempre que possível, em dias com previsão de geada, cubra seu carro com uma capa protetora de lona ou algo que o valha. Isso ajuda em muito a evitar o desgaste da lataria e dos vidros.

Se precisar…

– Se no dia, além do frio extremo, houver a chance de chuva, preste atenção especial aos limpadores de para-brisa. A gente já falou deles aqui antes e, em caso de frio, a tendência é que as palhetas grudem no vidro.

– Se você precisar limpar o vidro, use água em temperatura ambiente. Uma dica útil é limpar com álcool e pano limpo. Como o álcool não congela a 0ºC, ele vai ajudar bastante a tirar o excesso que se formar. Por ser altamente volátil e inflamável, não é recomendável equipar o esguicho do carro com este item.

– Se o carro costuma passar muito tempo ao ar livre, lembre-se de sempre tratar a lataria do carro com cera polidora, para que esta não perca o brilho. A frequência varia mas uma vez a cada lavagem é um bom tempo.

Fonte: CanaldaPeca

Tags: ,

About Author

Write a Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá!
Em que posso ajudá-lo?
Powered by
%d blogueiros gostam disto: