Posted by webmaster Artigo, Notícias

Pastilha de freio: 7 lições básicas para não se arrepender com a troca

Trocar as pastilhas de freio é parte da manutenção fundamental para o bom funcionamento do sistema de frenagem do seu carro.

No Brasil, apenas alguns modelos utilizam pastilhas de freio nas quatro rodas. Os carros costumam ter pastilhas de freio apenas nas rodas dianteiras, usando freio a disco, e lona de freio com tambor nas rodas traseiras.

Para saber mais sobre o sistema de freios dos carros, clique aqui.

Mas na hora de comprar e até mesmo realizar a troca da pastilha de freio, é importante conhecer pelo menos o básico para fazer a escolha certa.

Então, neste post você confere 7 lições básicas (e mais uma de bônus) para não se arrepender na hora de realizar a manutenção das pastilhas de freio. Confira!

1. O que é pastilha de freio

Primeiramente, é importante conhecer essa que é uma das peças mais importantes do sistema de frenagem, a pastilha de freio. Sua função é reduzir a velocidade do veículo através do atrito com o disco de freio.

Os discos de freio comuns são compostos, em sua maior parte, por ferro fundido. Sendo assim, o disco é mais resistente em relação à pastilha de freio, que é comumente fabricada a partir da combinação de materiais como resina e metais em pó.

2. Como funciona a pastilha de freio – Entenda o que gera o desgaste

Quando pisamos no pedal de freio, o servo freio transfere a força para o cilindro mestre. O cilindro mestre utiliza o fluído de freio para empurrar os pistões. Por sua vez, os pistões, que ficam nas pinças de freio, empurram as pastilhas contra o disco de freio, gerando atrito para reduzir o giro das rodas e, consequentemente, a velocidade do carro.

Quanto mais pisamos fundo no pedal, mais a pinça de freio comprime o disco, aumentando o atrito com a pastilha e fazendo a frenagem ficar cada vez mais intensa.

3. Quando substituir a pastilha de freio

Como a pastilha é utilizada constantemente, é natural que trocar a pastilha de freio seja uma manutenção constante e periódica.

Normalmente, quem usa o carro para trabalhar diariamente, costuma ter a necessidade de trocar a pastilha de freio com antecedência.

É interessante verificar no manual do proprietário qual o tipo de pastilha recomendada para o veículo, a fim de ter um melhor desempenho para o carro.

Alguns veículos possuem um indicador, que dá uma noção de quando trocar a pastilha de freio. Quando a pastilha fica bem próxima ou rente ao indicador significa que está na hora de trocar.

4. Aprenda a identificar problemas com a pastilha de freio

Quando pisamos no pedal de freio, é importante se atentar a alguns sinais para saber se a pastilha deve ser trocada. Um desses sinais seria a folga do pedal.

Essa folga faz com que você tenha que pisar mais no freio. Sem contar que, em uma freada normal, o carro irá demorar mais que o normal para parar. Isso pode causar acidentes com maior facilidade.

Por que a pastilha de freio faz barulho?

Outro sinal de que você deve ficar atento, são barulhos emitidos durante o momento da frenagem.

O disco de freio vem fixado à roda do veículo. Ao frear o carro, o disco de freio entra em contato com as pastilhas e pode produzir um barulho incômodo, se apresentar superfície irregular.

Esses barulhos podem significar que a pastilha foi instalada incorretamente ou que há algum defeito na patilha, e isso pode fazer com que o freio falhe durante a frenagem, aumentando as chances de causar acidentes.

Pastilhas de freio novas podem fazer barulho?

O atrito entre disco e pastilha de freio gasta é a principal razão porque a pastilha de freio faz barulho. Mas também é normal que uma pastilha de freio nova faça barulho.

Nestes casos, o que se faz é a “quebra da pastilha de freio com barulho” para arredondar os cantos e impedir o atrito responsável pelo barulho indesejado.

Para visualizar se a pastilha já está gasta, apenas com a remoção da roda para ter certeza, pois, dependendo do ângulo que se observa, talvez não seja possível afirmar se a pastilha está gasta ou não.

5. Quanto custa um jogo de pastilha de freio a disco

Vamos falar de algo relevante para o mercado automotivo: preço de pastilha de freio. Os valores variam de marca para marca, onde uma pastilha para o mesmo carro pode custar diversos preços.

Por exemplo: a pastilha Gol G5 pode custar de R$ 49,90 a R$ 205,00 reais, dependendo do material e da marca.

Melhores marcas de pastilha de freio

As melhores marcas de pastilha de freio são Cobreq e SYL.

Uma dica sobre preço da pastilha de freio é dar preferências às que custam em média R$ 90,00. A partir deste valor, pode confiar em um produto original e de confiança.

6. Tipos de pastilhas de freio – Entenda as diferenças antes de comprar

Além do aspecto técnico, ao escolher o material ideal para o seu uso, considere a qualidade e a garantia oferecidas pelo fabricante e revendedor – peças de melhor qualidade lhe renderão economia a médio e longo prazo, além de maior prazer ao pilotar seu carro.

Os modelos de pastilhas de freios automotivos são:

  • Pastilha de compostos orgânicos
  • Pastilha de composto semi-metálico
  • Pastilha de composto metálico
  • Pastilhas de cerâmica

Cada material e tecnologia apresenta características singulares, que afetam o coeficiente de atrito, a durabilidade da pastilha e do disco de freio, assim como o barulho e o pó gerados na frenagem.

Pastilha de freio de compostos orgânicos

Pastilhas de compostos orgânicos utilizam como base a celulose e resina fenólica.

Vantagens: Essas pastilhas gastam menos o disco de freio, são mais silenciosas e tem um custo benefício mais em conta que os outros tipos. Elas são ótimas para o uso urbano.

O ponto fraco desse tipo de pastilha é a menor durabilidade que as demais, além de que em caso de temperaturas altas, a pastilha pode sofrer degeneração (vitrificar);

Pastilha de freio de composto semi-metálico

Também chamadas de organometálicas, essas pastilhas possuem em sua composição, além de resina, metais como alumínio e outros. Elas têm o custo mais elevado que as pastilhas orgânicas, porém apresentam durabilidade bem maior. Além do preço um pouco mais elevado, essas pastilhas costumam gerar ruídos, devido a sua composição e também podem gerar desgastes no disco de freio.

Pastilha de freio de composto metálico

Pastilhas metálicas têm maior durabilidade e geram menos ruídos, além de terem um alto desempenho em frenagens progressivas e consistentes. O único problema com a pastilha é o seu preço bem elevado, justificado pela qualidade e desempenho.

Pastilhas de freio de Cerâmica

Além de não sujar a pinça de freio e a roda com fuligem, este material proporciona grande potência de frenagem (mas com menor linearidade que a de carbono) e alta durabilidade da pastilha com o mesmo desgaste do disco de freio oferecido pelas organometálicas.

7. As 10 pastilhas de freio mais procuradas na internet

Pensando em comodidade e economia de tempo e dinheiro, muita gente tem comprado pastilhas de freio pela internet.

Separamos aqui a lista dos 10 modelos de pastilhas de freio automotivo mais requisitados na internet. Segue abaixo:

  1. Pastilha de freio Celta;
  2. Pastilha de freio Syl;
  3. Pastilha de freio Peugeot 206;
  4. Pastilha de freio Palio;
  5. Pastilha de freio Onix;
  6. Pastilha de freio Fox;
  7. Pastilha de freio Peugeot 207;
  8. Pastilha de freio Honda Fit;
  9. Pastilha de freio I30;
  10. Pastilha de freio Sandero.

Fonte: Pastilha de freio: 7 lições para não se arrepender (mixauto.com.br)

Tags: , ,

About Author

Write a Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.

Envie uma mensagem!
Precisando de ajuda?
Olá!
Em que posso ajudá-lo?