(48) 99809-0515

O que é motorização do veículo? Vale a pena Investir?

Saiba o que é motorização do veículo e o que se reflete em termos práticos esse conceito.

Os apaixonados por carro dominam bem esse conceito, mas se você é incitante no universo automotivo ou mesmo não se interessa tanto pelos detalhes, certamente já deve ter se perguntado o que é motorização do veículo. 1.0, 1.4, 1.6, 1.8, 2.0, não isso não é uma fórmula matemática, mas sim a representação gráfica da resposta para a pergunta “o que é motorização do veículo?”.

Normalmente quando descrevemos um carro, a primeira informação destacada é o motor, caracterizado pelo modelo ou linha e potência. Logo, esse dado deve ser relevante, certo? Certo. Chamado por muitos motoristas como “coração do carro”, o sistema de motorização é uma das partes mais importantes do automóvel.

O que é motorização do veículo?

É importante que você entenda o que é motorização do veículo porque isso influencia diretamente na potência, nas formas de utilização e até no consumo de combustível. A motorização de um carro corresponde às características específicas de seu motor. Para entender como a motorização determina o funcionamento do veículo, você precisa entender como funciona o coração do carro.

Motor é o nome dado para o equipamento responsável por transformar energia em movimento do veículo em que está instalado. No caso dos carros e demais veículos, o motor é denominado de combustão interna, pois transforma a queima de combustíveis em seu interior em movimento. Atualmente, o motor de quatro tempos é o modelo mais comum nos veículos. Para realizar a combustão, ele cumpre quatro etapas básicas.

1ª etapa: admissão, momento em que a mistura de ar e combustível é inserida no cilindro pelas válvulas de admissão; 

2ª etapa: compressão, quando o pistão sobe e comprime a mistura (dentro do cilindro); 

3ª etapa: explosão, com o gatilho da vela (nos motores de ciclo de Otto) ou da própria pressão e temperatura (nos de ciclo Diesel); 

4ª etapa: expansão, com o pistão descendo e retornando à sua posição original.

Todas essas fases combinadas geram movimento no final, que vai sendo transferido para as mais diferentes peças do veículo: desde o câmbio até as rodas, possibilitando que o carro também se movimente.

Motorização e cilindrada, qual a relação?

omo já falamos, é muito comum ouvirmos que um carro é 1.0, 1.6, 2.0 entre outros. Esses números nada mais são do que uma forma de falar as cilindradas. As cilindradas referem-se à capacidade dos cilindros de um motor de receberem um volume determinado de mistura ar-combustível.

Durante o funcionamento do motor à combustão, cada cilindro é uma câmara que recebe o aporte de mistura ideal de ar e combustível e também da faísca, gerada pelas velas, proporcionando ambiente adequado para compressão e combustão da mistura e posterior eliminação dos gases pelas válvulas de escape.

Assim, cada ciclo de combustão nos cilindros gera movimento dos pistões produzindo força motriz para o carro. A cilindrada será, portanto, a soma do volume de mistura de combustível e ar que os pistões movimentam dentro do motor em cada ciclo completo.

Quanto maiores as cilindradas, mais combustível é gasto para manter o motor funcionando, também. Portanto, carros com cilindradas baixas, como os de 1.000, são mais indicados para uso em cidades. Eles consomem menos combustível, tanto na marcha lenta como nas acelerações, e andam bem em velocidades baixas.

Já os de cilindradas mais altas (acima de 1.600) são indicados para quem viaja muito, pois seu desempenho tende a ser melhor em velocidades maiores, retomadas para ultrapassagens e trechos de serra.

O que é motorização turbo?

O principal objetivo de um motor turbo é oferecer mais potência aos carros, sem que para isso seja necessário aumentar o tamanho do equipamento. Outro aspecto atraente dele é que o motorista sente uma direção energética e agressiva, ao contrário dos motores aspirados, que são mais suaves. Para aqueles que curtem carros potentes, o motor turbo oferece tal possibilidade, sem que seja necessário um modelo esportivo

A motorização turbo é um sistema que auxilia na melhora da potência do motor e fornece uma economia mais efetiva no consumo. Nele, um compressor será utilizado para puxar e comprimir uma quantidade considerável de oxigênio na câmara de combustão. Isso irá aumentar a capacidade de queima do combustível e como consequência, a velocidade irá aumentar.

O motor aspirado convencional obtém o ar para os cilindros com pressão atmosférica. Já no caso do motor turbo, esse ar é pressurizado por uma turbina, aproveitando os gases de escape, de modo que para uma mesma potência é preciso muito menos queima de combustível.

A maior vantagem da motorização turbo é a melhora do consumo de combustível. Como o automóvel tem mais facilidade de ganhar e sustentar a velocidade em cidade/rodovia, isso favorece tanto o conforto quanto uma maior economia financeira. Porém, para efetivamente economizar, o motorista deve dirigir em segurança, evitando freadas e acelerações bruscas.

Contudo, os motores turbo exigem uma manutenção muito mais completa e detalhada do que os motores aspirados. Isso e os componentes adicionais ou mais resistentes fazem com que o preço desses motores seja mais elevado, bem como sua manutenção.

O que é motorização do veículo? Vale a pena Investir?

Bom, agora que já sabemos que motorização são as características do motor de um veículo os números 1.0, 1.4 ou 2.0 representam as cilindradas do motor, podemos então analisar se vale a pena investir em motorização ao escolher um modelo de carro.

Os modelos de menor cilindradas consomem menos combustível, porém apresenta uma potência menor. São comuns em carros populares e possuem valor mais acessível. Indicados para curtos trajetos e circulação urbana, onde o motorista precisa de mais arranque do que desenvolvimento.

Conforme vão aumentando as cilindradas os veículos ganham em potência, aumentando o consumo de combustível. Os motoristas que decidirem adquirir um veículo com mais cilindradas (1.8 ou mais) podem usá-lo para fazer viagens mais longas, sem perder a potência nas estradas. Esses modelos atingem altas velocidades e fazem ultrapassagens com mais facilidade. Mas tudo isso tem um custo elevado, seja hora de comprar, ao abastecer ou mesmo nas manutenções.

Enfim, vale a pena investir em motorização? Depende… Você é quem deve decidir se o investimento será compensatório, seja pelas necessidades específicas de uso do carro ou pela sua satisfação pessoal em possuir um modelo de alto padrão. Do ponto de vista estritamente financeiro, procure a motorização de acordo com as necessidades de uso do veículo (estrada, urbano, carregando passageiros, levando peso, etc). Essa é uma decisão que só cabe à você!

Fonte: https://automotivoshopping.com.br/o-que-e-motorizacao-do-veiculo-vale-a-pena-investir/

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.

× Como podemos ajudar você?